Por que e como acostumar o cão ao uso da focinheira

A maioria dos proprietários de cães é preconceituosa em relação ao uso da focinheira. Quando abordamos esse assunto é comum percebermos neles barreiras culturais e psicológicas que os impedem de aceitar os reais benefícios do uso da focinheira. Opinam que só devem usar os cães que mordem, que esses são os dos outros, que os deles nunca mordem. Puro engano, porque se não for feita a correta socialização e o cão ficar exposto a alto estresse, sob pressão psicológica, podem mordem sim!

Os donos dizem que a focinheira é uma agressão ao cão, que o sufoca, o deixa feio, com aparência agressiva, que seu cão detesta usar sem nunca ter experimentado e se já experimentaram não fizeram a correta adaptação ao animal para aceitar e associar a focinheira como algo agradável ou usaram uma inadequada, de má qualidade e desconfortável. Geralmente, uma guia e um enforcador de metal causam mais desconforto ao cão do que uma focinheira de qualidade.

Sem entrar no mérito da lei que obriga o uso da focinheira nos locais públicos em determinadas raças consideradas agressivas, o importante, no momento atual, é tentar desmistificar e reverter o preconceito da população em geral referente ao seu correto uso. Para o bem do animal e da comunidade, é importante esclarecer que a focinheira não é a mesma coisa que mordaça! Esta sim é uma agressão ao animal e deveria até ser proibida porque mantém a boca do cão fechada, dificultando a transpiração, a respiração, o impede de latir, beber água, etc.

No Brasil, já se fabricam focinheiras de alta qualidade e segurança e que não devem nada às importadas. São confortáveis, bem ventiladas, oferecem segurança e o cão consegue abrir a boca, beber água e até latir.

Para que o cão acostume ao uso da focinheira com naturalidade é necessário um período de adaptação e deve ser feito aos poucos e associando sempre às coisas que lhe dê prazer, para evitar uma possível rejeição. Coloca-se a focinheira no cão por poucos minutos, inicialmente, no local onde ele vive e, assim que retirá-la, dê alguma recompensa como petisco, brinquedo, carinho e afagos.

Se ele gosta de passear na rua ou andar de carro, antes de sair, ponha a focinheira.

Na primeira vez que se coloca é normal o cão querer tirá-la. Neste caso, não deixe que retire, acalme-o com a voz e com afagos. Assim que ele se acalmar, retire a focinheira e dê as recompensas.

No período de adaptação com a focinheira, nunca devemos associá-la a situações estressantes. Se isso ocorre, a chance que ele a rejeite é grande.

Se tudo ocorrer normalmente, a focinheira poderá ser usada por períodos mais longos e em qualquer situação sem que ele sinta qualquer incômodo.

A maioria dos cães de qualquer idade podem se adaptar ao uso da focinheira. Certamente quanto mais cedo se inicia, mais rápido e tranqüilo será o processo de adaptação.

Infelizmente, a grande maioria não faz a correta adaptação, associando-a a coisas agradáveis e, sim, o fazem de forma totalmente incorreta. Fazem o cão ter contato pela primeira vez com a focinheira em situação que ele está sob grande estresse e, geralmente, nos serviços de banho e tosa e no veterinário.

O correto é fazer antes a adequada adaptação da focinheira, associando-a a situações agradáveis e quando o cão necessitar passar por grande estresse com outras pessoas, que seja recompensado por elas no termino dos serviços prestados. O dono, sabedor do que seu cão mais gosta, levaria a recompensa e entregaria para esses profissionais darem para o animal no final do incômodo.

O objetivo é acostumar o cão ao uso da focinheira e associá-la com coisas agradáveis.

Quando já estiver acostumado, não há necessidade de colocá-la sempre que for sair, salvo para as raças que são obrigadas por lei em determinadas localidades, devendo apenas fazer a manutenção semanal.

Alguns benefícios do uso da focinheira:

1. O veterinário pode examinar tranqüilamente o cão sem receio de ser mordido, dessa forma o animal é beneficiado com melhor diagnóstico e tratamento.

2. Os profissionais do banho e tosa conseguem realizar melhor seu trabalho e o cão fica mais limpo e mais belo.

3. Tendo comportamento agressivo com pessoas e outros animais, se consegue fazer o trabalho de socialização sem se preocupar que ele morda alguém.

4. A focinheira é um equipamento muito útil para ser usada em ocasiões que necessitam segurança tanta para o cão, quanto para terceiros e até para o próprio dono.

Seja um dono responsável, propicie mais qualidade de vida ao seu cão e à população em geral, acostumando-o ao uso da focinheira.

Dicas do Dr. Dog

Leia as dicas inovadoras, únicas e eficientes do Dr. Dog que podem ajudar você no adestramento ou na socialização do seu cão, seja ele adulto ou ainda filhote.

Ver dicas

Indique

Gostou do site?

Indique o site para um amigo.

Indicar

Fale Conosco

Se necessitar de mais informações, basta preencher o formulário.

Fones: (11) 99201-1821 l (11) 94769-6760 l Nextel ID – 11*4908

Enviar email